Blog do Naça - Diploma americano no ensino médio: como conseguir sem sair do Brasil?

Em mundo cada vez mais competitivo, a exigência do mercado em relação aos profissionais também tem se mostrado cada vez maior. Por isso, possuir algum diferencial ainda na formação básica pode representar a chance de conquistar uma almejada e importante posição de trabalho. E é justamente pensando em oferecer essa oportunidade aos estudantes que as escolas vêm buscando investir na opção do High School em paralelo ao Ensino Médio tradicional.

O High School é um programa que possibilita ao jovem conquistar, sem sair do país, o diploma referente ao Ensino Médio norte-americano ao mesmo tempo em que ele está também se graduando também no Brasil. Com este certificado, além de ganhar fluência no Inglês sem comparação com qualquer curso de idiomas, o aluno estará apto a disputar vagas em boa parte das universidades dos Estados Unidos, Canadá e Europa sem a necessidade de passar por testes de proficiência, como TOEIC e TOEFL.

Diploma

Para oferecer aos seus alunos o melhor do ensino brasileiro e norte-americano, o Colégio Nacional passará a contar com o High School, algo até então inédito em nossa região. Assim, no 9º ano o aluno poderá optar por estudar também as disciplinas referentes ao currículo oficial americano, com imersão total na língua inglesa e mediada por professores nativos, garantindo assim ao final do Ensino Médio o seu bi-diploma. Confira a seguir mais informações e também a importância de ter um diploma americano ainda no ensino regular brasileiro.  

Sobre o High School

Oferecido em parceria com a HSE e a University of Missouri, é atualmente o maior programa de High School no Brasil. Em funcionamento desde 1999, ele tem atualmente 3.000 alunos em 56 escolas espalhadas por 41 cidades do país.

University of Missouri

Qual a importância de estudar um currículo internacional no Brasil?

Um dos maiores objetivos de oferecer essa possibilidade ao aluno é desenvolver e ampliar a sua mobilidade sob três perspectivas diferentes: acadêmica, para ele possa estudar em qualquer lugar do mundo, profissional, para que ele tenha a possibilidade de trabalhar em qualquer empresa que desejar e pessoal, para que ele consiga morar e viver bem em qualquer país que tenha vontade. De acordo com a coordenadora do projeto no Colégio Nacional, Aline Caproni Palivonas:

Esse caminho de possibilidades engloba fazer uma graduação ou pós-graduação no país e também no exterior, estar apto para participar de um processo seletivo em qualquer empresa no mundo e vivenciar uma cultura estrangeira de forma mais profunda. A chave então é fazer oferecer as ferramentas necessárias para o jovem se sinta livre para escolher, sem nenhum tipo de barreira.

Quais são as vantagens de ter um bi-diploma?

Ao sair do Ensino Médio com um diploma brasileiro e americano, o estudante recebe um certificado que é válido e reconhecido pela maioria das universidades norte-americanas, canadenses e europeias, adquirindo assim uma facilidade maior de application nas melhores faculdades do mundo. Além disso, ao inserir o inglês como parte de sua rotina, o aluno tem um diferencial que é muito valorizado pelo mercado de trabalho: a fluência no idioma mais falado mundialmente. Assim, ele estará saindo do básico, do mínimo necessário, e passará  a se desafiar com disciplinas e atividades consideradas extras em relação a grade curricular brasileira.

Como é dividido o currículo oficial americano e quais áreas são compreendidas?

O High School é dividido ao longo de três anos, sendo que no 9º ano do Ensino Fundamental o aluno terá seis aulas por semana e no 1º e 2º anos do Ensino Médio sete aulas por semana. Já o currículo oficial americano é segmentado em quatro grandes áreas, que são:

  • Oratória: composta por três disciplinas, essa área prepara o aluno para aprender a falar em público sob as mais diversas situações.
  • Literatura e escrita: composta por cinco disciplinas, essa área oferece conhecimento sobre literatura, escrita e gramática.
  • Estudos Sociais: composta por quatro disciplinas, essa área leva ao aluno a conhecer a história dos Estados Unidos e também os aspectos políticos e econômicos do país.
  • Disciplinas diversificadas: composta por quatro disciplinas, essa área oferece conhecimentos sobre saúde, planejamento de carreira, preparação para universidade, marketing e como desenvolver habilidades de estudos.

Como funciona o programa?

O High School funciona a partir do currículo oficial da University of Missouri dentro da rotina escolar vivida pelo aluno no Brasil. As aulas do programa funcionam a partir do coach teaching, ou seja, os  professores estrangeiros que estão dentro da sala de aula aqui no Brasil trabalham em parceria com os professores que dominam o conhecimento específico de cada disciplina da universidade norte-americana. Assim, tanto os alunos quanto os professores tutores recebem o apoio diário dos mentores que estão nos Estados Unidos.

Concluindo…

Uma formação complementada pela bi-diplomação tem a capacidade de desenvolver ainda mais a criticidade e a capacidade de pensar dos estudantes, algo muitas vezes pouco estimulado e valorizado pela geração atual. Por isso, um programa como esse, de High School, pode fazer com que os participantes amadureçam do ponto de vista intelectual além de prepará-los para que façam suas escolhas pessoais, profissionais e acadêmicas da forma como desejam, sem nenhum tipo de limitação ou impedimentos.