Blog do Naça - Três projetos do Nacional que vão preparar o seu filho para o mundo

É por meio da relação entre o ser humano e a sociedade, em espaços que propiciam entrosamento, troca e parcerias, que os valores, conduta, hábitos e conceitos acerca do mundo são formados. Por isso, é necessário que os alunos conheçam tudo o que os cercam: suas limitações, possibilidades, direitos e deveres para que a personalidade, a capacidade de autonomia e o discernimento possam se desenvolver da maneira mais natural possível.

Foi usando esses objetivos como guia que o Colégio Nacional desenvolveu um programa educacional totalmente personalizado, o Tem Jeito Sim. O Tem Jeito Sim tem como foco principal o desenvolvimento das competências e habilidades que irão auxiliar os estudantes na construção de ferramentas intelectuais que lhes permitirão entender, antecipar, avaliar e enfrentar a realidade em que vivem.

Conheça a seguir três projetos, baseados no programa educacional da escola, que auxiliam na construção de um ser humano integral e preparado para realizar suas próprias escolhas ao longo de suas vidas.

Educação Infantil

Na Educação Infantil, o Colégio Nacional busca promover o direito à infância e o desenvolvimento da criança em seus aspectos intelectual, ético, emocional e social, por meio da vivência com as múltiplas linguagens, em um espaço seguro, lúdico e afetivo. A descoberta do eu é feita por meio de processos de auto-reconhecimento, em que a criança compreende as relações familiares e se apropria de seu papel social a partir da percepção do outro e da compreensão da sua diferença.

Desse modo, os projetos dessa fase de ensino são pautados pelo estímulo às linguagens verbal, musical, plástica, expressão corporal, e também pelo desenvolvimento do protagonismo infantil e construção da autonomia por meio das experiências em relação ao espaço que o cerca.

Banner-650-300-PUBLICACOES-Impressoes-Infantis

 

Projeto Impressões Infantis

O projeto Impressões Infantis, criado em 2009, tem como objetivo estimular a expressão oral dos alunos e valorizar os momentos de convívio com as famílias por meio do registro escrito das falas das crianças. Desse modo, os pais passam a exercitar a escuta atenta das representações que seus filhos elaboram sobre o mundo, e juntos, passam a experimentar, questionar e agregar novos significados às diversas situações da vida cotidiana.  

O desejo é que as memórias de infância sejam únicas e ao mesmo tempo plurais, construídas a partir de muitas experiências. Para isso, é preciso ter um olhar atento para o entorno a fim de propor um trabalho colaborativo que exerça uma escuta atenta ao que as crianças dizem. A participação da família em todo esse processo é fundamental, o que motiva o convite para que os pais registrem as falas de seus filhos ao longo do ano. A ingenuidade presente em suas indagações. a pertinência das reflexões e a promoção de momentos de escuta genuína entre pais e filhos são registrados por meio da escrita, rendendo assim boas memórias da infância.

Ao final do ano, é produzido um livro com o material coletado pelos pais, apresentando um conjunto de frases com relatos feito pelas crianças. Esse livro, bem como todo o projeto, reforça a ideia de que os pequenos têm muito a ensinar enquanto produtores de conhecimento e cultura.

Projeto Horta: Experiências Culinárias e Cozinha Experimental

DSC09040Em 2015, por meio do Projeto Horta, a temática “Frutas, Cores, Aromas e Sabores” foi trabalhada junto aos alunos da Educação Infantil. Os educadores colocaram como objetivo a construção de hábitos saudáveis de alimentação e higiene, para que professores, estudantes e equipe de apoio compreendessem a importância dos alimentos para a saúde física, mental e emocional das pessoas. A reflexão realizada ao longo deste trabalho tornou evidente a relevância existente na ampliação do olhar das crianças e no desenvolvimento de atitudes de apreço e consideração em relação às pessoas responsáveis pelo preparo e distribuição das refeições na escola.

Já neste ano, com o tema “Alimentação: O espaço de convivência e interação”, os educadores e estudantes estão construindo, juntamente com a equipe de apoio, uma ação educativa relacionada ao convívio, parceria, cooperação e respeito dentro do ambiente escolar. As pessoas, com suas histórias de vida e relações com o alimento, são entrelaçadas num movimento que identifica “quem somos”, “o que comemos”, “como vivemos”, “o que sentimos” e “qual nossa história com o contexto alimentar”.

Ensino Fundamental I

No Ensino Fundamental I, o ponto central está no sentimento de pertencimento. Assim, o Colégio Nacional procura despertar a busca pelo conhecimento criando situações de experimentação, tanto dentro quanto fora da escola, e os alunos se aventuram na leitura e escrita de mundo desenvolvendo valores e princípios de cidadania. Os estudantes são vistos como sujeitos histórico que possuem marcas da sociedade em que estão inseridos, por isso acreditamos que o papel da escola é promover o diálogo a fim de contribuir para a inserção crítica das crianças na realidade em que vivemos.

Diante disso, todos os projetos desenvolvidos no Ensino Fundamental I buscam introduzir o conhecimento científico no processo de aprendizagem dos alunos, desenvolvendo assim a capacidade de aprender de forma construtiva e interativa por meio de múltiplas linguagens.

Tem Jeito Sim (1º ao 5° ano)

Baseado no programa educacional, os projetos dessa etapa de ensino procuram desenvolver a capacidade leitora e escritora em todas as áreas do conhecimento. Para isso, três eixos foram criados para nortear os trabalhos, que são:

  • Língua Portuguesa, que fomenta estratégias para que os alunos desenvolvam a compreensão dos textos lidos por meio dos gêneros textuais, e Educação Matemática, trabalhada como uma ferramenta que auxilia na resolução de desafios cotidiano por meio do entendimento de enunciados em sua totalidade.
  • Natureza e Sociedade, em que trabalhamos com a vivência e construção de sentido/conceitos nas disciplinas de Ciências, História e Geografia. Aqui, o foco está no sujeito que aprende, no sujeito que será transformado e que por consequência irá transformar o meio e a realidade em que vive.
  • Arte, Musicalização, Inglês e Educação Física, que tem como principal objetivo a valorização da cultura e proporciona ao aluno a compreensão e habilidade de lidar com o movimento enquanto expressão do humano.

Transversalmente a todos esses eixos, é trabalhado ainda com os alunos o projeto Habilidades de Vida, que busca desenvolver a competência socioemocional. Para isso, é preciso que habilidades muito específicas, tanto do ponto de vista pessoal quanto coletivo, sejam aprimoradas. A fim de atingir esse objetivo, semanalmente, os professores simulam situações que tem como foco ampliar o pensamento crítico, proatividade, perseverança, comunicação, colaboração e a curiosidade.