Institucional - NOVO Ensino Fundamental: 6º ao 9º ano – Projeto “Eu com”

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas. Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o voo. Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em voo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o voo, isso elas não podem fazer, porque o voo já nasce dentro dos pássaros. O voo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado’. 

(Rubem Alves)

Deixar de ser criança e, ao mesmo tempo, não ser adulto: esta é a transição vivida pelos alunos no Ensino Fundamental – Anos Finais, momento que gera insegurança e dificuldades de compreensão (para o próprio sujeito, sua família e equipe pedagógica), mas também possibilidades em aberto, já que os adolescentes despertam sua visão crítica e começam a buscar formas de promover transformações em seu meio.

Trabalhamos para enriquecer a formação emocional, social e cultural de nossos alunos, conduzindo-os à superação de desafios individuais e coletivos, à valorização das diferenças e a uma postura comprometida. Para lidar com os jovens neste momento, buscamos, na multiplicidade de expressões, a sua individualidade. Apenas por meio da abertura ao diálogo e à escuta é que conseguimos perceber o outro, tão próximo e tão distinto de mim.

A transição entre o “eu” e o “eu com” – minha família, minha escola, minha cidade, meu estado, meu país – exige que olhemos para cada aluno como um universo, que sofre determinações diferentes e vive experiências únicas. É preciso reconhecer a sua diferença, compreender o ambiente social em que está inserido, respeitar seu conhecimento prévio e criar situações em que a cidadania e a consciência sócio-ambiental possam ser exercidas.

Para tanto, o desenvolvimento da leitura e da escrita em todas as áreas continua sendo prioridade. Os alunos vão utilizar a linguagem escrita com vários propósitos: ler para aprender, ler para ampliar seus conhecimentos, ler por prazer. Vão escrever para guardar suas memórias, informar alguém próximo a eles, publicar ideias e pensamentos, argumentar. Por este motivo, são preparados para dominar a língua em diversas situações de comunicação.

Elaboramos um projeto educacional que propicia acolhimento e espaços de convivência para o desenvolvimento psico-social e das habilidades linguística de nossos alunos. Investimos em experiências colaborativas, na construção de uma comunidade pró-ativa e igualitária. Assim, a dimensão do diálogo torna-se o principal fundamento da prática educativa. As experiências educativas marcadas pela experiência dialógica contribuem para a valorização da diversidade e o respeito ao outro, orientando o fazer pedagógico em uma perspectiva ética e social.

 

AdoleSER

É durante o Ensino Fundamental Anos Finais que o estudante vive seu processo de AdoleSER. Nessa fase estão conscientes de seu papel como protagonistas no mundo que os cercam. Por isso é importante que participem de todo processo de aprendizagem e que sejam acolhidos cada um como um universo, que sofre determinações diferentes e vivem experiências únicas. Nessa fase, é importante que o adolescente sinta pertencente à este lugar e que sua cidadania e consciência socioambiental sejam exercidas.

 

Competências Propostas para os Estudantes:

  1. Conhecimento
  2. Pensamento Científico, Crítico e Criativo
  3. Repertório Cultural
  4. Cultura Digital
  5. Comunicação
  6. Trabalho e Projeto de Vida
  7. Argumentação
  8. Autoconhecimento e Autocuidado
  9. Empatia e Cooperação
  10. Responsabilidade e Cidadania

 

No LIV, os estudantes aprendem a lidar com as habilidades socioemocionais.

 

LIV – Laboratório Inteligência de Vida

Somos uma escola que possibilita o desenvolvimento socioemocional dos estudantes. No LIV trabalhamos pilares da Inteligência Emocional: autoconhecimento, autocontrole, empatia e relacionamento. Do 6º ao 9º ano exercitamos os seguintes hábitos: Criatividade, Colaboração, Comunicação, Proatividade, Pensamento Crítico e Perseverança.

 

Relação Família-Escola: Projeto Entrelaçar

Com o objetivo de promover o diálogo e a parceria entre Escola e Família, o Projeto Entrelaçar propõe a realização de Rodas de Conversa no âmbito da escola com temáticas relativas ao desenvolvimento dos nossos estudantes, sensibilizando as famílias e fortalecendo os vínculos afetivos entre elas e seus filhos.

 

PEN – Programa Educacional Nutricional

No Colégio Nacional, os lanches são servidos de forma coletiva, formando pequenas ilhas de alimentos variados e saudáveis, que incluem frutas e sucos, chá, leite, pães, opções integrais, vitaminas, iogurtes e outros. O cardápio é balanceado, nutritivo, variado e saboroso, produzido dentro da própria escola. O Programa Nutricional da escola busca despertar o olhar dos adolescentes para questões mais amplas como saúde, convivência, consumo consciente, equidade e sustentabilidade, consumo consciente respeito e igualdade.

 

Repertório Cultural – Palco Aberto

O palco aberto é um espaço disponibilizado mensalmente para que nossos estudantes expressem e desenvolvam sua arte/habilidade/dom. É uma oportunidade para a livre expressão, diversidade e estímulo ao repertório cultural dentro do colégio.

 

Programa Bilíngue

Em parceria com a Seven, empresa líder no Brasil em Programa Bilíngue, os estudantes do Colégio Nacional chegam ao final do Ensino Fundamental proficientes na língua inglesa e aptos aos exames de Cambridge.

A proposta consiste na expansão da carga horária de Inglês (4x na semana), adoção de materiais exclusivos e adequados à etapa de aprendizagem, com desafios nem tão grandes que venham a frustrar o estudante, nem tão pequenos que reduzam os níveis de exigência. Há ainda o acompanhamento e a aferição de todo o processo de aprendizagem por meio de simulados contínuos que demonstram o desenvolvimento do estudante em relação à Língua Inglesa, mantendo famílias e alunos informados do progresso.

Ao longo de todo o Ensino Fundamental, o estudante é preparado para os exames de proficiência de Cambridge. O Programa Seven Nacional também desenvolve as competências necessárias para a formação de um cidadão global, apto a se comunicar com fluência e naturalidade, defender seus pontos de vista, emitir opiniões e resolver problemas também em língua inglesa, de forma confortável.

 

 

Iremos manter o que já tem funcionado bem e agregar os diferenciais que podem aprimorar ainda mais a aprendizagem. 

  • 38 horas semanais com 2 (dois) dias em período integral, dando mais tempo de qualidade para aprendizagem;
  • Material Didático Digital Robusto e Flexível (Plataforma Adaptativa; possibilidade de gerar tarefas de aprendizagem; acompanhamento online com maior eficiência das tarefas e avaliações formativas e somativas);
  • um Chromebook por aluno;
  • personalização da aprendizagem a partir do uso de dados, direcionando ações práticas para o aumento da aprendizagem e melhoria no desenvolvimento do estudante; 
  • Espaços Específicos e Integrados: estudante transita entre os diferentes locais;
  • Aprendizado por meio de disciplinas, projetos e Estudos Autônomos;
  • Ateliê de Arte;
  • Esporte.

 

Cultura Maker

Capacitar as pessoas a ‘fazer’, a pensar como inventores ao invés de serem ensinados sobre as invenções. A ideia é desenvolver o senso de autonomia e empoderamento e o conceito de Resiliência, mostrando que o erro faz parte do caminho rumo à aprendizagem. Os trabalhos são colaborativos e exigem que o estudante estimule a própria criatividade e criticidade, além disso, é a oportunidade de, desde muito cedo, estabelecer um vínculo com a tecnologia, a inovação e o Método Científico.

 

After School (Extracurriculares)

  • Teatro;
  • dança;
  • violão;
  • culinária;
  • costura;
  • esportes;
  • entre outros.

 

Práticas Esportivas

A prática de esporte do Nacional vai muito além dos muros da escola. JEMG, e Internaça são exemplos disso. O estudante do Nacional tem contato com inúmeras modalidades esportivas: vôlei, basquete, futsal, peteca, etc. Somos conscientes de que a prática de esporte contribui para melhorar o cognitivo. Além disso, desperta a colaboração, o respeito e o trabalho em equipe.