Notícias - Novo rumo para o projeto Habilidades de Vida

WhatsApp Image 2017-07-02 at 12.54.16A equipe pedagógica e administrativa do Colégio Nacional participou, no último final de semana, de um congresso realizado pela Eleva, parceira educacional do Naça, no qual estavam presentes representantes de cerca de 500 escolas de  todo o Brasil. A temática central foi a apresentação da evolução do projeto “Habilidades de Vida”, disciplina lecionada na escola e que agora vai se chamar LIV (Laboratório de Inteligência de Vida).

O projeto tem como objetivo central preparar os estudantes para realizar uma administração autônoma sócioemocional. Anteriormente presente no currículo do Ensino Fundamental, o LIV passará por uma sistematização, sendo aplicado da Educação Infantil ao Ensino Médio. No Infantil, a proposta é aprender a lidar com os sentimentos por intermedio da literatura. Serão apresentados os personagens Tomaz, Geraldo e Fernanda, que simbolizam as diversas etapas do nível educacional em questão. Segundo o Coordenador Pedagógico Thomé Caires, este conjunto de personagens protagoniza historias possibilitando a conversa sobre os temas do projeto. “O Tomaz sente raiva, passa a ter essas emoções, abrindo para que os estudantes conversem sobre elas”, disse ele.

WhatsApp Image 2017-07-02 at 12.54.15No Ensino Fundamental 2, o conteúdo terá uma abordagem mais dinâmica, com a utilização de séries e jogos, em um processo de aprendizado conhecido como “gamificação”. Os jogos vão utilizar a lógica das séries, com padrões que remetem às discussões abordadas na série. “Assim os estudantes vão vivenciar nas séries o protagonismo, a criatividade, aprendendo sobre como se relacionar em grupo e lidar com a amizade, visando uma maior elaboração socio-emocional dos adolescentes”, completou Thomé.

Por fim, o Ensino Médio entra na fase de discussão do projeto de vida, com a compreensão da individualidade e da personalidade, entrando em temas como a discussão profissional e a angústia que eles sentem nesta fase da vida. Para tal, será utilizada a linguagem do Youtube, febre entre os jovens nos tempos atuais. A Eleva contratou a Youtuber Jout Jout para a elaboração deste material, por ser uma produtora de conteúdo que se encaixa dentro dos conceitos a serem ensinados. “A ideia foi a de atingir os diferentes publicos com uma linguagem acessível a cada agrupamento”, finalizou Thomé.

 

O que é o Laboratório de Inteligência de Vida?

Do Ensino Infantil ao 3º ano, os alunos entram em contato com o mundo das emoções e sentimentos, descobrindo-se em pequenas questões, como: “O que é raiva? E tristeza? Como meu corpo e meu rosto reagem na presença dessas emoções?”. O autoconhecimento, a empatia e o relacionamento resultantes são fundamentais para a alfabetização emocional necessária a essa fase da vida.

Durante esse processo, o professor trabalha, em sala de aula, com diversos materiais lúdicos que se conectam com a realidade das crianças como, por exemplo, o livro A Caixa do Tomás. Nascido de uma parceria entre a Eleva Educação, a autora infantil Blandina Franco e o ilustrador José Carlos Lollo, o livro, que contém 16 capítulos, aborda em cada um deles uma emoção diferente, como raiva, felicidade, inveja e amor.

Já o currículo de Inteligência de Vida do 4º ano ao Ensino Médio se baseia no ensino de 6 habilidades: pensamento crítico, proatividade e perseverança, comunicação, colaboração e criatividade. Mas como você trabalharia colaboração em sala de aula? Colaborar pode ser um conceito abstrato, assim como várias das habilidades. Portanto,  destrinchamos cada habilidade em hábitos para ajudar o aluno a internalizá-la.

(Fonte: eleva.com.br)