Notícias - Dança: uma linguagem universal.

Há 18 anos, o professor e coreógrafo Fabio Vladimir Silva, o “Fabinho”, começou a dar aulas gratuitas de dança de salão, teatro e capoeira para pessoas com deficiência. Naquela época, poucos sabiam do projeto “Dançando com a Vida”, o que resultou em dois alunos, um casal de cadeirantes.

Cinco anos depois, já haviam 5 alunos e, em 2011, Fabinho começou a expandir as atividades e levar as apresentações para dentro de escolas e espaços culturais, no intuito de que o trabalho fosse visto por mais pessoas e atraísse mais membros para o projeto.

Atualmente, as aulas contam com 50 alunos, com as mais variadas formas de deficiência: auditiva, visual, mental, intelectual e física. Segundo o coreógrafo, o projeto visa integrar as pessoas independente de sua condição. “Não temos restrições em relação à deficiencia ou idade, qualquer pessoa pode fazer esta aula”, disse Fabinho.  

O trabalho feito com o pessoal vêm encantando há algum tempo o público uberlandense, já que no dia 15/03, acontecerá, no Teatro Municipal de Uberlândia, a 15ª edição da Mostra de Dança do projeto Dançando com a Vida.

É um espaço criado para mostrar que a dança, a música, a arte em si, podem ser uma linguagem universal, independente da condição das pessoas. Nesta edição, os alunos apresentarão ao lado de convidados profissionais e professores de dança da cidade de Uberlândia. 

No palco, performances de dança de salão, de rua, contemporânea e árabe ganham vida nos corpos de pessoas que, antes de possuírem alguma deficiência, possuem muito – mas muito mesmo! – amor pela vida e por tudo o que ela lhes proporciona.

Serviço: “Mostra de dança – Projeto Dançando com a vida”

Data/ hora: 15/03 (Quinta-feira) às 19h30.

Local: Teatro Municipal de Uberlândia (Av. Rondon Pacheco, 7070 – Tibery)

Ingressos: (34) 99111-2322 – Falar com Fabinho.