Notícias - O futuro da educação no cenário da chamada 4ª Revolução Industrial

O mundo do trabalho vive hoje uma intensa transformação frente aos avanços da automação e do advento da Inteligência Artificial, que vêm trazendo extinção acelerada de tarefas dentro de várias profissões e, com isso, de empregos em diversas indústrias. Como a Inteligência Artificial tende a substituir trabalho humano que demanda competências intelectuais, o impacto no emprego tenderá a ser maior que o vivido em processos de mecanização anteriores. Outros postos de trabalho serão certamente criados, mas demandarão competências que o atual sistema educacional apenas agora começa a aprender a desenvolver.

Pensando nisso, o projeto Trocando Figurinhas organizou a palestra “O futuro da educação no cenário da chamada 4ª Revolução Industrial”, com a educadora Claudia Costin.  A ideia é convidar os Educadores do Naça, pais e responsáveis de todas as unidades (Ed. Infantil ao Pré-Vestibular) e estudantes do Ensino Médio e Pré-Vestibular para tratar deste novo cenário, dos desafios que ele traz para o Brasil e mostrar como a escola precisa se modificar para dotar a nova geração com as habilidades necessárias para navegar bem no século XXI, sem descuidar das competências básicas. A palestrante mostrará o que o Brasil já faz a respeito e em quais aspectos ainda teremos que melhorar.

O evento será realizado no dia 02/09 (segunda-feira), às 19h30, no Auditório da Unidade Pré-Vestibular (Av. Araguari, 100 – Martins). Inscrições abertas até 30/08, neste LINK.

 

Claudia Costin é Diretora do CEIPE – Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV, Rio de Janeiro e professora convidada da Faculdade de Educação da Universidade de Harvard. Foi, entre outras funções, Diretora Global de Educação do Banco Mundial, Secretária Municipal de Educação do Rio de Janeiro, Ministra do Ministério da Administração e Reforma, Vice-Presidente executiva da Fundação Victor Civita e Secretária de Estado da Cultura do governo do Estado de São Paulo. É articulista do jornal Folha de São Paulo e membro do Comitê Técnico do movimento da sociedade civil que ajudou a fundar, Todos pela Educação. É professora universitária atualmente na FGV-RJ, tendo também ensinado na FGV-SP, INSPER, PUC-SP, UnB, FAAP e École Nationale d’Administration Publique, no Québec. Integra também a Comissão Global sobre o Futuro do Trabalho da OIT –  Organização Internacional do Trabalho, das Nações Unidas.