Apoio emocional

O Orientador Educacional tem o papel de estreitar o acompanhamento dos alunos e suas famílias, com foco no acolhimento, no desempenho escolar e no desenvolvimento emocional. Este papel não é exercido obrigatoriamente por um profissional de psicologia, e tem dentre outras atribuições, a de receber o aluno quando solicitado.

Além de mediador de conflitos por excelência, este profissional atua no fomento do diálogo em todos os níveis, sobretudo, nos momentos em que os indivíduos experimentam mudanças, como a transição de nível de ensino, a escolha da profissão e a preparação para processos seletivos.  Assim, o Orientador Educacional tem o compromisso de viabilizar situações de diálogo que estimulem o desenvolvimento de competências e habilidades essenciais para o exercício da vida, seja na escola ou fora dela.

Caso o(a) estudante necessite de um acompanhamento contínuo, ele(a) será encaminhado a um profissional parceiro da escola ou recebe a recomendação para que procure alguém de sua confiança. O trabalho do Orientador Educacional,  também perpassa pelo acompanhamento acadêmico dos estudantes, observando os desempenhos e processos de avaliação (provas, recuperações e dependência) buscando dar apoio ao estudante em relação a como se organizar para estes eventos por meio de orientações de estudo. Cabe a este profissional também lidar com as questões disciplinares e planejar intervenções junto aos estudantes e familiares, além é claro, de atuar em conjunto com a Coordenação Pedagógica ( que tem foco no grupo de professores) e Direção.