Educadores

“Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.”

Paulo Freire

 

Educar e um exercício de diálogo. É preciso ir além da transmissão de conteúdo para conseguirmos tocar nosso aluno. É preciso estimular sua curiosidade e autonomia, valorizar seus saberes e visão de mundo para que ele consiga transpor o conhecimento para a vida. Apenas na troca vamos formar as pessoas de forma integral: mais do que intelectualmente competentes, cidadãos felizes, éticos e comprometidos com a sociedade em que vivem.

Por este motivo, o Colégio Nacional busca, para sua equipe de educadores, profissionais dispostos a se relacionar de modo estimulante e encorajador com alunos e colegas de trabalho, fazendo de sua atuação um ato de crença em uma sociedade renovada. Nossos educadores tendem a repensar sua prática, a trocar experiências com seus colegas e alunos, a avaliar seu desempenho profissional e a engajar-se em um processo de busca pessoal que os tornem mais autônomos e propensos a mudança.

Para que mobilizem suas habilidades e competências em favor da construção de um novo projeto de educação, o Colégio Nacional oferece caminhos para os seus educadores, por meio de um processo contínuo de formação para a prática educativa dentro e fora de sala de aula, inclusive, em ambientes virtuais.